Macedo de Cavaleiros, uma terra de história

Uma Rota Museológica dá a conhecer as tradições.
Por Tânia Rei|04.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Não fosse Martim Gonçalves de Macedo, que salvou o rei D. João I da morte pela lâmina do espanhol Álvaro Sandoval, a 14 de agosto de 1385, na Batalha de Aljubarrota, e hoje poderíamos ser espanhóis. O ilustre macedense dá nome ao museu, onde estão expostos artefactos únicos no País, originais daquele campo de guerra, que podem ser vistos na exposição permanente ‘Assim se fez Portugal’.

Aqui começa a viagem a Macedo de Cavaleiros, onde se respira História. No Museu de Arqueologia Coronel Albino Pereira Lopo retratam-se as vivências desde a Pré-História até à Idade Média, com espólio recolhido em escavações feitas no concelho. Há mais espaços museológicos espalhados pelo concelho, dedicados a temas ligados à região, como o azeite, a etnografia ou a arte sacra.

Mal se chega a Macedo de Cavaleiros e parece que se ouvem os frenéticos chocalhos dos Caretos, a chamar de Podence, a pouco mais de 10 quilómetros da cidade. As máscaras de nariz pontiagudo e os fatos enfrajados com lã colorida estão expostos na Casa do Careto desde 2004.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!