Surpreenda os amigos com cannelloni de sapateira

Entrada fresca para os dias quentes.
Por Edgardo Pacheco|12.08.16
  • partilhe
  • 2
  • +
Surpreenda os amigos com cannelloni de sapateira
Fundamental é preservar o sabor primário das matérias-primas. Foto Mariline Alves
Nuno Bergonse tem 28 anos, mas já tem uma carreira interessante na criação e gestão de restaurantes. Começou no Pedro e o Lobo, com 22 anos, e já vai no quinto restaurante, o Duplex, aberto em dezembro passado.

O facto de ter estagiado com grandes nomes de Espanha (Joan Rocca do El Celler de Can Roca) deu-lhe uma cultura de respeito pelos produtos, que o mesmo é dizer deu-lhe sentido de responsabilidade no momento de processar os alimentos. Não praticando a cozinha japonesa, quase parece porque a utilização do fogo é sempre um toca e foge.

Fundamental mesmo é preservar o sabor primário das matérias-primas. Ao cozinhar esta sapateira, Nuno fartou-se de alertar (pedir, mesmo) para não se cozinhar em demasia a sapateira porque é fundamental que ela saiba, já agora, a sapateira. E como o chef não usa ketchup, maioneses e afins, a ideia é sentir o caráter amariscado da ‘carne’ que será alterado apenas com umas farripas de couve para dar algum crocante ao produto final.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!