O Galito, alentejano mais afamado de Lisboa

Conheça a rica cozinha da região na capital.
Por Cristina Ferreira de Almeida|19.07.16
  • partilhe
  • 0
  • +
O Galito, alentejano mais afamado de Lisboa
Localizado na Quinta da Luz, o Galito mantém um perfil regional Foto Mariline Alves
Gaspacho com os pimentos, tomate e pepino cortados e não moídos, a boiar em cubos de gelo, acompanhado de petinga frita ou sopa de tomate com carne do alguidar e figo fresco: só por estes dois pratos vale a pena ir comer ao Galito, o restaurante alentejano mais afamado de Lisboa.

A qualidade dos ingredientes, alimentos pobres que fazem a rica cozinha do Alentejo, é imagem de marca deste estabelecimento, tão avesso a corantes e conservantes que nem refrigerantes vende. E se as sopas – aqui, pratos – são especialmente boas, também as entradas e a caça, sobretudo perdiz e coelho, merecem figurar entre os pratos fortes da casa. As sobremesas não deixam baixar o nível da refeição e o pudim Abade de Priscos, apesar de prejudicado por encerrar um desfile de bons pratos, deixa memória no palato.

De cariz familiar, O Galito vai na terceira localização do seu percurso. Em salas, sempre na zona de Carnide, cada vez maiores e mais elegantes, tem conseguido manter um ambiente aconchegante e um serviço simpático e atencioso. O preço é sensato e, apesar da dimensão da sala, convém reservar antes porque os prémios e o passa-palavra revelam-se proveitosos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!