Azeite da Quinta da Lagoalva é feito com azeitonas de olivais com 200 anos

Olival plantado pelo 2º. duque da Palmela.
Por Edgardo Pacheco|03.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Se é certo que os azeites frutados verdes são os mais cobiçados no mercado por serem, em termos de sabores e aromas, mais desafiantes, isso não significa que um azeite com notas suaves e maduras tenha menos interesse. De resto, em termos de concursos, têm o mesmo peso.

Por outro lado, os azeites suaves e maduros (muito ao gosto no centro e sul do País) são indicados para determinados pratos, em particular os peixes cozidos e grelhados ou alguns cremes de vegetais.

Ora, este virgem extra Lagoalva, do Ribatejo, não só tem as catacterísticas vincadas de um azeite maduro, como tem a particularidade de ser criado a partir de um olival com a bonita idade de 200 anos e - mais curioso ainda -, feito com as variedades italianas Frantoio e Moraiolo, coisa que se deve a uma decisão do 2.º Duque de Palmela.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!