Governo revoga cedência do hospital militar de Belém à Cruz Vermelha

Acordo tinha sido assinado em setembro de 2015, pelo executivo de Passos Coelho.
Por Lusa|30.04.18
O Governo vai revogar a cedência do hospital militar de Belém, Lisboa, à Cruz Vermelha Portuguesa, visando encontrar outra solução para o edifício que está devoluto há três anos e em degradação, segundo um despacho a que a Lusa teve acesso.

"Importa travar a inevitável degradação a que o imóvel está sujeito pelo facto de se encontrar devoluto, agravada pela incapacidade de suporte dos avultados custos associados à sua conservação e manutenção", lê-se no despacho conjunto dos secretários de Estado do Tesouro e da Defesa Nacional, a que a Lusa teve acesso.

O despacho de cedência à Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), que não chegou a ser concretizado, tinha sido assinado em setembro de 2015, pelo anterior governo, por um prazo de 25 de anos e mediante a contrapartida de um investimento de 8,5 milhões de euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!