Mulher mais velha presa em Portugal condenada a pena suspensa sai em liberdade

Tribunal Central Criminal de Lisboa ordenou a sua imediata libertação, mas com a proibição de sair do país.
Por Lusa|03.05.18
  • partilhe
  • 6
  • +
O Tribunal Central Criminal de Lisboa condenou hoje a uma pena suspensa de cinco anos a mulher mais velha presa em Portugal, julgada por burla, ordenando a sua imediata libertação, mas com a proibição de sair do país.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), a que a agência Lusa teve acesso, sete arguidos decidiram, em 2016, "engendrar um esquema" para a venda de um imóvel devoluto que não era seu, avaliado em meio milhão de euros, e usufruir das receitas daí provenientes. Para o efeito formaram uma organização, dentro da qual definiram tarefas para cada um.

Na leitura do acórdão, a presidente do coletivo de juízes justificou a pena suspensa com "a idade" da arguida, o facto de não ter antecedentes criminais e de ter praticado o crime para ajudar o filho, também arguido no processo, condenado a 10 anos de prisão.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!