António Vitorino renuncia a cargos na EDP

Advogado já tinha informado que iria renunciar aos órgãos sociais de várias empresas.
09.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +

António Vitorino já renunciou aos cargos de presidente da mesa da Assembleia Geral e de membro do Conselho Geral e de Supervisão da EDP. A informação foi divulgada à CMVM pela EDP esta quinta-feira, 9 de agosto.

O advogado tinha dito ao Negócios que iria abandonar estas funções, bem como outras que ocupa em mais empresas, para assumir as funções na Organização Internacional das Migrações. O que irá acontecer a 1 de outubro.

"As funções de director-geral da Organização Internacional das Migrações são exercidas em exclusividade nos termos aplicáveis aos funcionários da generalidade das organizações internacionais", disse no início de Julho António Vitorino ao Negócios.

Recentemente, também informou que deixou de ser administrado do Santader Totta.

A saída de António Vitorino como presidente da mesa da assembleia-geral da EDP ocorre numa altura em que a eléctrica está sob oferta pública de aquisição (OPA) pela China Three Gorges. Durante uma OPA, esta é uma função relevante, uma vez que é ao presidente da mesa que cabe a interpretação dos estatutos no que à contabilização de votos diz respeito.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!