Estudo conclui que viajar aumenta bem-estar dos idosos e diminui ansiedade

Mais de 50% dos inquiridos faz duas viagens por ano, sem sair do país, e revelam ter boa forma física e mental.
20.08.18
Um estudo nacional concluiu que viajar reflete-se de forma positiva na vida dos idosos, aumentando o seu bem-estar e diminuindo as situações de ansiedade, depressão e solidão, disse esta segunda-feira à agência Lusa o investigador Ricardo Pocinho.

O estudo "Turismo Sénior, caracterização geográfica e impactos biopsicossociais", que terminou em maio e que foi conduzido pelo presidente da Associação Nacional de Gerontologia Social, Ricardo Pocinho, e pelo professor do Instituto Politécnico de Castelo Branco José Rodrigues, mostra que os idosos que costumam viajar têm uma perceção positiva em relação ao seu bem-estar.

Da mesma forma, apresentam sintomas de solidão mais baixos do que a restante da população idosa, assim como a ausência de sintomas de depressão e ansiedade.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!