Acionistas recusam exigência da ADSE

Subsistema dos funcionários públicos queria ter um representante nos órgãos sociais.
Por Sónia Trigueirão e Diana Ramos|24.04.18
A ADSE, o subsistema de saúde dos funcionários públicos, está a elaborar acordos prioritários com alguns parceiros para agilizar o acesso dos seus associados aos serviços de saúde. Mas, no caso do Hospital da Cruz Vermelha (HCV), não teve sucesso.

A ADSE queria ter um representante nos órgãos sociais do hospital em troca desse acordo, algo que a CVP - Sociedade de Gestão Hospitalar, da qual são acionistas a Cruz Vermelha e a Parpública (empresa do Estado), recusou.

E, ao que o CM apurou, a ADSE até já tinha uma lista, encabeçada pelo médico Rui Julião, para apresentar na próxima reunião da assembleia geral do hospital, marcada para 5 de maio.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!