"Acredito que o tribunal vai dar-me razão", diz Bruno de Carvalho

O antigo presidente do Sporting foi à Covilhã e defendeu que o ato eleitoral é ilegal.
16.08.18
Apesar de a sua candidatura não ter sido aceite e o seu mandatário ter renunciado ao cargo, Bruno de Carvalho continua em campanha e deslocou-se à Covilhã para participar numa sessão de esclarecimento aos sócios, onde voltou a garantir que vai participar no ato eleitoral.

"Acredito que o tribunal vai dar-me razão! Estão ilegais! Todos estão ilegais por isso acredito que vou concorrer",
 garantiu aos associados onde admitiu uma alteração da data das eleições: " Os prazos das providências cautelares podem vir a influenciar a data das eleições".

Sobre a renúncia de Pedro Proença do cargo de mandatário da sua candidatura, o presidente destituído optou por desvalorizar. "Continua a apoiar a minha candidatura, mas nesta fase é mais importante defender os interesses do Sporting e da minha candidatura na televisão", referiu.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!