Adeus a Belmiro de Azevedo, o “líder determinado”

Padre destaca perseverança do ‘patrão’ da Sonae. Cerimónia íntima depois da missa fúnebre só com família.
Por Ágata Rodrigues|01.12.17
A perseverança e o facto de ter trabalhado muito para chegar onde chegou foram destacados pelo sacerdote responsável pela cerimónia fúnebre de Belmiro de Azevedo, esta quinta-feira à tarde, na igreja do Cristo-Rei, na Foz, Porto, pequena para as mais de mil pessoas que quiseram despedir-se do empresário que morreu na quarta-feira aos 79 anos.
Notáveis no funeral de Belmiro de Azevedo

Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de cumprimentar a família de um homem "muito marcante na vida portuguesa, praticamente durante toda a democracia" e que "afirmou as suas qualidades invulgares de liderança, determinação e visão de futuro". Ramalho Eanes destacou o "papel relevante" do empreendedor e empresário "com ambição".

À hora de início da cerimónia fúnebre, 16h00, fez-se um minuto de silêncio na Sonae. Após a missa, seguiu-se uma cerimónia íntima apenas com a família. A urna de Belmiro de Azevedo saiu por uma porta lateral da igreja, seguindo viagem, ao que tudo indica, para Marco de Canaveses, onde Belmiro nasceu.

O funeral da sua irmã, que também morreu quarta-feira, foi na igreja do Foco.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!