Advogado de suspeito no caso Hell Angels afirma que investigação "está pouco sustentada"

Jurista disse que o seu cliente não pertence a qualquer 'gangue motard'.
Por Lusa|15.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O advogado de um dos 58 detidos do grupo de motociclistas dos Hells Angels disse este domingo que a investigação "está pouco sustentada" e que a PJ poderia ter evitado o ataque de março no Prior Velho.

"A Polícia Judiciária tinha o local sob vigilância - isso está documentado no processo - e não fez rigorosamente nada. Não estava lá naquele dia de março", disse Miguel Fonseca, advogado de um dos detidos no Algarve e que esta manhã prestou declarações no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

O advogado referia-se à rixa, no passado mês de março, envolvendo elementos do Hells Angels e de outro grupo motard (Red & Gold) dentro de um restaurante no Prior Velho (Loures), que fez seis feridos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!