Altice rejeita denúncia do PCP de despedimentos no call center na Madeira

Edgar Silva, criticou o que classificou de "lei da selva" em vigor na Meo/Altice na região.
04.08.18
  • partilhe
  • 5
  • +
A Altice Portugal rejeitou este sábado as acusações feitas pelo coordenador do PCP da Madeira que denunciou existir um processo de despedimento de cerca de 30 trabalhadores do 'call center' no Funchal.

"A Altice Portugal repudia as acusações de que foi alvo por parte de um representante do PCP e reafirma que não há qualquer processo de despedimentos em Portugal Continental e Ilhas, mais concretamente na Região Autónoma da Madeira", diz a empresa num esclarecimento distribuído à imprensa.

Na sexta-feira, o coordenador regional do PCP da Madeira, Edgar Silva, criticou o que classificou de "lei da selva" em vigor na Meo/Altice na região, uma situação que permitiu o despedimento de 29 trabalhadores do 'call center'.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!