Apelos à libertação de jornalista francês detido na Turquia

Loup Bureau foi suspeito de atividades "terroristas" pelas autoridades.
Por Lusa|03.08.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Organizações de jornalistas e os advogados de Loup Bureau, um jornalista independente francês detido na Turquia e suspeito de atividades "terroristas" pelas autoridades, exigiram esta quinta-feira a sua libertação "imediata" ao assegurarem que está inocente.

Loup Bureau, que colaborou designadamente com a cadeia televisiva TV5 Monde e se apresenta na rede social Twitter como um estudante de jornalismo, foi detido na semana passada junto à fronteira entre o Iraque e a Turquia, após terem sido encontradas na sua posse fotografias onde surge na companhia de combatentes curdos sírios das Unidades de Proteção Popular (YPG), organização considerada por Ancara como "terrorista".

Os seus advogados Martin Pradel e Rusen Aytac, através de um comunicado esta quinta-feira enviado à agência noticiosa France-Presse (AFP), precisaram que foi interrogado por um juiz que o considerou como suspeito de pertencer a "uma organização terrorista armada", apesar de ter rejeitado nas acusações.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!