Armazém nuclear prolonga central

Portugal faz queixa contra Espanha à Comissão Europeia.
Por Bernardo Esteves|31.12.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Armazém nuclear prolonga central
Central nuclear de Almaraz Foto Nuno Veiga
A aprovação pelo Governo espanhol de um armazém de resíduos nucleares em Almaraz (que levou o Governo português a anunciar que fará queixa à Comissão Europeia) tem por objetivo prolongar o funcionamento da central para além dos 40 anos – a central funciona há 35 quando o seu tempo de vida era de 30.

A acusação é da associação espanhola ‘Ecologistas em Ação’ e foi secundada pela Junta da Estremadura (o governo regional) e pelo partido Izquierda Unida.

A central tem licença de exploração até 2020 e os depósitos atuais permitem funcionar até 2023, pelo que a construção de um novo armazém indicia a intenção de prolongar a vida da central situada a 100 km da fronteira portuguesa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!