Assaltavam casas à hora dos funerais

Grupo consultava obituários afixados nas igrejas para saber dados sobre falecidos. Casos aconteceram no Algarve e Baixo Alentejo.
Por José Carlos Eusébio|29.05.18
O Grupo começava por consultar os obituários afixados junto às igrejas e retirava os dados sobre os falecidos e a hora dos funerais. Depois, enquanto decorriam as cerimónia fúnebres, os ladrões entravam nas residências das pessoas falecidas ou de familiares destas, furtando tudo o que de valor lá encontravam. O gang, que está indiciado por mais de uma dezena de furtos no Algarve e Baixo Alentejo, já foi desmantelado pela GNR.

Foi em resultado de uma investigação desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Portimão que, no passado dia 23 deste mês, foram detidos três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 18 e os 42 anos e de nacionalidade portuguesa. Três dos suspeitos foram apanhados em flagrante delito, quando furtavam uma moradia em Benagil (Lagoa), e um outro em cumprimento de um mandado de detenção.
Assaltavam casas à hora dos funerais

A operação foi desencadeada nos concelhos de Lagos e de Portimão. A GNR estava munida de três mandados de busca domiciliária, oito de busca a veículos e dois a estabelecimentos comerciais.

Foram apreendidos computadores portáteis, televisores LCD, tablets, máquinas fotográficas, consolas de videojogos, relógios, pulseiras e fios em ouro, cartões bancários, 350 libras e 1045 euros em numerário e telemóveis, bem como dois ciclomotores e dois automóveis que seriam usados pelos suspeitos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!