Auxiliares de duas escolas de Carnide protestam por falta de funcionários

Concentração começou no dia em que arranca o segundo período do ano letivo.
Por Lusa|03.01.18
  • partilhe
  • 3
  • +
Os trabalhadores não docentes das escolas EB 2,3 Bairro Padre Cruz e EB 1 Aida Vieira, em Lisboa, concentraram-se esta quarta-feira em frente aos portões do primeiro estabelecimento em protesto pela falta de pessoal nestes espaços, que vivem "graves problemas".

A concentração dos trabalhadores não docentes começou pelas 08h00, no dia em que tem início o segundo período do ano letivo, e decorreu até às 10h00, tendo os funcionários destes estabelecimentos de ensino de Carnide cumprido duas horas de greve.

À Lusa, Luís Esteves, do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas, avançou que o protesto visou alertar para "a falta de trabalhadores não docentes nas duas escolas de um meio social complexo à volta e que se reflete" no seu funcionamento.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!