Barcelona relembra as vítimas do terror de 2017

Rei espanhol foi acompanhado pelo presidente catalão em homenagem pautada pelo silêncio.
Por Francisco J. Gonçalves|18.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Barcelona prestou esta sexta-feira homenagem às vítimas dos atentados radicais islâmicos de 17 de agosto de 2017 que deixaram 16 mortos e mais de 150 feridos, nas Ramblas e em Cambrills. A presença do rei de Espanha, Felipe VI, causou algumas tensões, mas de um modo geral a homenagem decorreu sem incidentes, sob o lema: 'Barcelona, ciutat de pau' ('Barcelona, cidade de paz').

O silêncio pautou a cerimónia, durante a qual o rei cumprimentou os sobreviventes da tragédia e as famílias dos que perderam a vida. O rei foi acompanhado pelo primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, pela presidente da câmara de Barcelona, Ada Colau, e pelo presidente do governo catalão, Quim Torra, que apresentou a Felipe VI a mulher de Joaquim Forn, conselheiro do Interior catalão detido após o referendo separatista ilegal de outubro de 2017.

"Não sou eu quem devia estar aqui", disse ao rei Laura Masvidal, mulher de Forn, numa clara crítica a Espanha pela detenção dos líderes separatistas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!