Belmiro de Azevedo jogou andebol no FC Porto

Era a mulher do empresário que se encarregava de pagar as quotas do clube azul-e-branco.
Belmiro de Azevedo não vivia só para o trabalho. Era um homem de interesses variados e convicções fortes, mas gostava de conviver com o seu núcleo de amigos. O ‘Grupo da Alheira’, que reunia Ramalho Eanes, Leopoldo Furtado Martins, António Moutinho Cardoso e outros industriais do Norte, reuniam-se várias vezes na quinta de Belmiro, no Marco de Canavezes.

Não estamos a falar de alheiras vulgares. Mas de enchidos feitos pela sua mulher Margarida, licenciada em Farmácia e com dotes de culinária.

Deve-se também a Margarida o facto de Belmiro continuar sócio do FC Porto. Clube onde praticou andebol nos anos 50 e 60. Era a mulher que lhe pagava as quotas. O empresário ficou sempre ligado ao andebol azul-e-branco, criando um projeto pioneiro, enquanto chairman da Sonae, que visava a autonomia da secção de andebol, entre 1993 e 1995. Com a concretização deste protocolo, o FC Porto conquista a Taça de Portugal e a Supertaça, ao comando de Jorge Rodrigues.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!