Bolsonaro avança e lidera sondagens no Brasil

Partido Social Liberal confirma apoio ao deputado de extrema-direita para as eleições de outubro.
O Partido Social Liberal (PSL) do Brasil, pequeno partido evangélico, ratificou no domingo o nome do deputado federal de extrema-direita Jair Bolsonaro como seu candidato às presidenciais de outubro. Sem a presença na disputa do ex-presidente Lula da Silva, preso por corrupção, Bolsonaro lidera todas as sondagens.

Apesar da pouca representatividade do PSL, no qual se filiou apenas em janeiro, o capitão do Exército na reserva surge nas sondagens presidenciais com intenções de voto que variam entre 17% e 19%. Os dois candidatos mais próximos são Marina Silva, que tem entre 11% e 13%, e Ciro Gomes, que varia entre 9% e 11%.

No discurso de aceitação da candidatura, Bolsonaro reafirmou algumas das suas propostas mais polémicas, nomeadamente a privatização maciça de empresas públicas, a desregulamentação da economia e um forte aumento da presença das forças de segurança nas ruas para combater a criminalidade. Outras propostas polémicas, que já lhe valeram a alcunha de 'Trump brasileiro', são a saída do Brasil do Acordo do Clima de Paris e a retirada de poder aos organismos que combatem crimes ambientais e laborais, que, segundo diz, "impedem o desenvolvimento do país".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!