Cadastrado da ilha da Culatra suspeito de 17 agressões e danos

Várias vítimas apresentaram queixas na Polícia Marítima contra Valter Macário.
Por Rui Pando Gomes e Ana Palma|28.08.18
São quase diárias as queixas de moradores e turistas contra Valter Macário, o homem com cadastro por crimes sexuais que vive na ilha da Culatra e que já foi detido várias vezes pela Polícia Marítima (PM).

Desde o início de julho, ao que o CM apurou, o suspeito já esteve envolvido em, pelo menos, 17 casos de ameaças, agressões, danos, furtos e posse de armas proibidas. O homem, de 31 anos, já foi internado quatro vezes para tratamento psiquiátrico e teve alta quase de imediato. Foi detido várias vezes e libertado pelos juízes. Os moradores e turistas estão em pânico e temem uma tragédia caso não exista uma atuação rápida.

A odisseia de terror começou no núcleo do Farol, dia 9 de julho, com tentativas de agressão a várias pessoas. O homem foi intercetado pela PM e internado na psiquiatria, tendo alta dois dias depois. Nos dias seguintes foram feitas várias queixas por agressões, ameaças e danos. No dia 19 de julho foi conduzido pela PM a uma avaliação psiquiátrica. Foi avaliado e teve alta. Nos dias seguintes, voltou a ter comportamentos violentos e levado à psiquiatria, recebendo alta de seguida.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!