Calvão da Silva morre aos 66 anos

Ex-ministro invocou Deus durante cheias de Albufeira, em 2015.
Por Bruno de Castro Ferreira|21.03.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Na política, foram os 27 dias que passou como ministro da Administração Interna no segundo governo de Passos Coelho que o tornaram mais mediático. Mas foi como advogado e académico que João Calvão da Silva, que ontem morreu aos 66 anos vítima de cancro, mais se notabilizou.

Transmontano e formado em Direito pela Universidade de Coimbra, foi professor universitário e deputado. Também desempenhou o cargo, de 1983 a 1985, de secretário de Estado Adjunto no governo de Bloco Central, com Mota Pinto.

Como ministro, em 2015, Calvão da Silva virou tema de conversa quando, após as cheias de 2015 em Albufeira, usou uma frase menos feliz: "Deus nem sempre é amigo, também acha que de vez em quando nos dá uns períodos de provação."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!