Sub-categorias

Notícia

Campeonato mundial de surf em Peniche

Supertubos do Molhe Leste deliciam amantes da modalidade.
Por Paulo João Santos|15.10.16
Ganhou o estatuto de capital da onda e rapidamente se tornou numa referência no mundo do surf, graças às condições excecionais proporcionadas para a prática da modalidade, sobretudo na praia Norte/Molhe Leste, onde os melhores surfistas do Mundo competem anualmente pelo título, enfrentando paredes de água gigantescas, que enrolam em forma de tubo perfeito.

Foi aqui que, em 2014, Gabriel Medina deu um passo importante para a conquista do primeiro título brasileiro, quebrando décadas de hegemonia de australianos, norte-americanos e havaianos. O facto de ser uma das últimas provas do circuito, torna a etapa de Peniche decisiva para a atribuição do campeonato, o que sublinha ainda mais a sua importância. Este ano não será diferente. A partir da próxima terça-feira, John John Florence, Medina, Matt Wilkinson e demais gigantes da modalidade têm encontro marcado no mar dos Supertubos. Em busca da perfeição. Em busca da glória. Em busca do título.

Seria, contudo, demasiado redutor – um pecado, até – olhar Peniche apenas como a ‘capital da onda’. A cidade e o concelho encerram outras relíquias e pontos de passagem obrigatória a quem se deslocar à região para ver o Mundial de Surf. O forte, as praias do Baleal e da Consolação e as Berlengas não irão desiludir, seguramente, quem procura sensações e encantos diferentes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

pub