Sub-categorias

Notícia

Carlos Costa: Políticas orçamentais "devem ser anticíclicas"

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, disse esta quarta-feira que o Estado tem um papel vital na criação de poupança e que os governos devem seguir "políticas orçamentais anticíclicas".
31.10.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Carlos Costa: Políticas orçamentais "devem ser anticíclicas"
O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa Foto d.r.

"Temos que assegurar que é importante que a população perceba que uma economia, no seu todo, não pode ter uma trajectória sustentável se não tiver uma trajectória sustentável no endividamento externo", disse Carlos Costa numa conferência sobre "A Literacia Financeira e o Financiamento do Investimento", associada ao dia da formação financeira no âmbito do Dia Mundial da Poupança.

"Isto implica uma outra questão importante: o papel do Estado como aforrador é vital neste processo", continuou Costa. "Mas isso, só funciona se houver margem para estabilizar. Isso significa que as políticas orçamentais não podem ser pró-cíclicas, têm de ser anticíclicas."

Ou seja, acrescentou Carlos Costa, "quando os particulares não aforram", é o Estado que tem de suprir.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias