Casal muçulmano sem cidadania suíça por não apertar a mão a pessoas do sexo oposto

Município de Lausanne alegou que os dois indivíduos teriam dificuldades de integração e falta de respeito pela igualdade de género.
19.08.18
Um casal muçulmano viu o seu pedido para adquirir cidadania suíça ser recusado após, durante a entrevista para a obter, se terem recusado a dar um aperto de mão a pessoas do sexo oposto, confirmou o município suíço à agência France-Presse.
O Município de Lausanne alegou que os dois indivíduos teriam dificuldades de integração e falta de respeito pela igualdade de género para justificar a decisão.

"Os candidatos não apertaram as mãos a pessoas no sexo oposto" e "mostraram muita dificuldade em responder a perguntas feitas por membros do sexo oposto", explicou a comissão responsável pelas entrevistas, em conferência de imprensa.

O casal não foi questionado sobre a sua fé, segundo as autoridades, e a decisão tomada nada teve a ver com a religião dos candidatos. No entanto o município ressalvou a importância da igualdade de género e que tal prevalecia sobre "o fanatismo".

Tendo em conta a decisão negativa, os candidatos poderão agora recorrer num prazo de 30 dias. 


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!