Chris Froome ilibado de investigação antidoping

Ciclista estava a ser investigado após a 18.ª etapa da Vuelta.
02.07.18
A União Ciclista Internacional anunciou esta segunda-feira que o inquérito a Chris Froome por suspeita de uso de doping foi concluído e o ciclista ilibado, cinco dias antes do início da Volta a França em bicicleta.

Em comunicado, a UCI decidiu ilibar o quatro vezes vencedor do Tour, depois de uma análise ter acusado uma concentração do broncodilatador salbutamol acima do permitido num controlo antidoping em 07 de setembro de 2017, durante a Volta a Espanha, que Froome viria a vencer.

"A UCI analisou detalhadamente todas as provas relevantes (consultando os seus próprios peritos e peritos da Agência Mundial Antidopagem [AMA]). Em 28 de junho de 2018, a AMA informou a UCI de que aceitaria, baseada nos factos específicos deste caso, que os resultados da amostra de Froome não constituíssem um AAF [sigla em inglês para resultado analítico adverso]", lê-se no comunicado do organismo que rege o ciclismo mundial.

Na altura, Froome justificou o consumo da substância proibida com doping. "A minha asma acentuou-se na Vuelta, pelo que segui os conselhos do médico da equipa para aumentar as minhas doses de salbutamol. Como sempre, tomei as maiores precauções para garantir que não excedia as doses permitidas", afirmou Froome, que venceu a Volta à Espanha, em setembro, depois de ter reeditado os triunfos no Tour de 2013, 2015 e 2016.

Chris Froome, o ciclista britânico vencedor de quatro das últimas cinco edições da Volta à França, foi afastado pela organização da prova na edição que começa já no próximo fim de semana. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!