Cidadania para 24 mil filhos da emigração

Entre janeiro e março nasceram em Portugal menos crianças do que os que obtiveram a atribuição de natalidade.
Por João Saramago|26.05.18
Pela primeira vez os cidadãos a quem foi atribuída a nacionalidade portuguesa foram em maior número do que o total de crianças nascidas em Portugal.

Os dados disponibilizados pelo Ministério da Justiça revelam que, entre janeiro e março deste ano, a nacionalidade portuguesa foi atribuída a 24 236 filhos e netos de portugueses. No mesmo período de 2017, os que obtiveram a nacionalidade em iguais condições foram 17 405. Assim, no espaço de um ano, o número de cidadãos no estrangeiro que passaram a ser portugueses com efeito a partir da data de nascença cresceu em 39%.

Em igual período, pelo contrário, houve um recuo do número de nascimentos em Portugal. Nos primeiros três meses de 2017 nasceram 20 552: entre janeiro e março deste ano foram 19 210 (menos 6,5 por cento).

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!