Cirurgião Manuel Antunes deixa o SNS com 45 mil cirurgias feitas

Médico atingiu o limite de idade e deu esta sexta-feira a sua última aula. Marcelo homenageia cirurgião.
21.07.18
Por limite de idade, o cirurgião Manuel Antunes abandonou ontem o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e o cargo de diretor do Centro de Cirurgia Cardiotorácica, por ele criado em 1985, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

O catedrático deu a última aula no auditório do CHUC, com o tema ‘Uma vida com o coração nas mãos’, e contou com a presença de várias personalidades, como o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e o Presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa considerou o Centro "um exemplo da saúde em Portugal, na Europa e na saúde mundial".

O ministro Adalberto Campos Fernandes, manifestou vontade em "poder um dia ‘manuelantunizar’ o SNS", elogiando a capacidade de gestão e inovação do cirurgião. Manuel Antunes, que ontem fez 70 anos, realizou mais de 45 mil cirurgias cardíacas e pulmonares.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!