Jovem condenado a 12 anos de prisão por matar em discoteca de Lisboa

Familiares inconformados com a decisão provocaram distúrbios que obrigaram a intervenção da polícia.
27.07.18
O tribunal condenou esta sexta-feira a 12 anos de prisão o jovem acusado de matar outro a tiro em março de 2017, junto à discoteca Luanda, em Lisboa, após uma discussão ocorrida anteriormente no interior do estabelecimento de diversão noturna.

Na leitura do acórdão, o Tribunal Central Criminal de Lisboa deu como provado, no essencial, a acusação do Ministério Público, mas condenou o arguido apenas por um homicídio simples -- com uma moldura penal mais leve - e não por homicídio qualificado, pelo qual estava acusado.

A presidente do coletivo de juízes, Ana Peres, sustentou que foi Gerson Varela o autor dos disparos que provocaram a morte de Hugo Carrilho, acrescentando, nomeadamente, que na posse do arguido foram encontradas munições do mesmo calibre das que causaram a morte da vítima.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!