Costa "chocado" com uso de armas químicas exige "esclarecimento cabal"

"Mesmo em situação de guerra há linhas que não se podem ultrapassar", afirmou o primeiro-ministro.
Por Lusa|12.04.18
O primeiro-ministro manifestou-se esta quinta-feira "chocado" com as notícias sobre a utilização de armas químicas na Síria, frisou que mesmo em guerra há linhas que não podem ser ultrapassadas e exigiu um "cabal esclarecimento" do regime de Assad.

António Costa falava aos jornalistas após ter recebido em São Bento o primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Løkke Rasmussen - reunião que durou cerca de 75 minutos.

Questionado sobre a posição portuguesa na sequência de denúncias sobre a utilização de armas químicas por parte das forças leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, António Costa manifestou-se "chocado".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!