Da higiene íntima às redes sociais: as polémicas regras impostas às cheerleaders na NFL

Para algumas equipas a intenção é proteger as raparigas... dos jogadores!
27.03.18
As cheerleaders são parte integrante do desporto norte-americano e a NFL não é exceção. Só que nesta modalidade as raparigas têm de seguir uma série de regras, muitas delas consideradas absurdas, mas que alegadamente visam protegê-las... dos jogadores!

Bailey Davies tem uma conta de Instagram, mas como cheerleader dos New Orleans Saints ela foi obrigada a seguir as regras da equipa e tornou a sua página privada. Apenas as pessoas por si autorizadas podiam aceder às suas publicações.

Mas quando ela postou uma foto em lingerie, foi acusada pelos dirigentes da equipa de quebrar as regras, que impedem as chearleaders de aparecerem publicamente nuas, seminuas ou em lingerie. E foi despedida. Ela apresentou uma queixa na Comissão para a Igualdade de Oportunidades no Emprego, a agência federal norte-americana que preserva os direitos civis dos trabalhadores. Na queixa Bailey explica que os Saints têm dois tipos de regras: um para as cheerleaders e outro para os jogadores.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!