Demissões abrem crise no governo britânico

Chefe da diplomacia, Boris Johnson, e ministro responsável pelas negociações com Bruxelas, David Davies, deixam executivo.
Por Ricardo Ramos|10.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O chefe da diplomacia britânica, Boris Johnson, e o ministro responsável pelas negociações do Brexit, David Davies, demitiram-se esta segunda-feira do governo em rutura com a primeira-ministra Theresa May e a sua estratégia para a saída do Reino Unido da UE, abrindo uma grave crise interna que poderá precipitar uma disputa pela liderança do Partido Conservador e do país.

As demissões ocorreram pouco mais de 48 horas depois de May ter anunciado um acordo para unir o executivo em torno do seu plano para o Brexit, após um conselho de ministros extraordinário na sua residência de verão em Chequers, na sexta-feira.

O primeiro a anunciar a saída foi Davies, que lançou um cerrado ataque à estratégia "perigosa" da primeira-ministra, que acusou de fazer "demasiadas cedências" perante Bruxelas. Horas depois, seguiu-se o anúncio, já esperado, da demissão de Boris Johnson, líder da ala eurocética do Partido Conservador, que desde o início defendia um ‘Brexit duro’.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!