Deputados das ilhas arriscam-se a cortes

Comissão aprovou por unanimidade o fim da duplicação de apoios para viagens.
Por Salomé Pinto|09.05.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Os deputados da Assembleia da República (AR) com morada nos Açores e na Madeira arriscam-se a ter um corte nos apoios para viagens entre o Parlamento e a ilha por onde foram eleitos. A recomendação consta do parecer aprovado ontem por unanimidade pela subcomissão parlamentar de Ética a que o CM teve acesso. "O documento vai ser agora enviado para o presidente da AR", afirmou esta terça-feira aos jornalistas o social-democrata Luís Marques Guedes, que preside àquela subcomissão.

Após dois adiamentos provocados pelo PS, o texto viu a luz do dia e apresenta duas soluções para evitar apoios abusivos: reduzir a bonificação dada pela AR ou passar a ser o Parlamento a comprar diretamente as passagens de avião, dispensando assim qualquer ajuda extra.

O objetivo é evitar a duplicação de apoios que tanta polémica suscitou e que levou até à demissão do deputado do BE eleito pela Madeira, Paulino Ascenção. Apesar de tudo estar previsto na lei, o mal-estar levou o presidente da AR, Ferro Rodrigues, a pedir um parecer à subcomissão de Ética.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!