Diplomata britânica violada e assassinada por taxista

Britânica de 30 anos foi encontrada sem vida na berma da autoestrada, em Beirute.
18.12.17
Rebecca Dykes, funcionária da embaixada britânica em Beirute, Líbano, foi encontrada morta na berma da autoestrada, este sábado. A mulher apresentava sinais de ter sido assassinada, com marcas de estrangulamento no pescoço.

A investigação do caso está em curso e as autoridades suspeitam de que a mulher foi vítima de abusos sexuais. A autópsia será determinante para apurar os detalhes da morte. 

A jovem de 30 anos foi vista pela última vez na sexta-feira passada, num bar em Gemmayzeh, no centro da cidade, na companhia de amigos. Sabe-se agora que terá sido raptada quando regressava a casa, por um taxista libanês que entretanto foi detido pela polícia de Beirute, segundo o SkyNews.

A diplomata trabalhava na embaixada britânica em Beirute desde janeiro deste ano e era responsável pelo Departamento de Desenvolvimento Internacional. Em nota, o embaixador britânico no Líbano, Hugo Shorter, lamentou a morte. 
"Toda a embaixada está profundamente chocada  e triste com essa notícia", pode ler-se. Na mesma mensagem no Twitter, Shorter diz que está a "providenciar apoio consular à família" e que está a "colaborar com a investigação policial". 




Em comunicado, a família assumiu estar "devastada pela perda da nossa querida Rebecca. Estamos a tentar perceber o que aconteceu".



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!