Dirigentes de clube de Famalicão com penas suspensas por recrutarem jogadores ilegais

Em causa no processo estavam 38 futebolistas, oriundos do Brasil, Mali, Burkina Faso, Bolívia, Nigéria e Guiné-Bissau.
Por Lusa|25.06.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O Tribunal de Vila Nova de Famalicão condenou a penas de prisão, suspensas na sua execução, seis antigos dirigentes do Grupo Desportivo de Ribeirão, daquele concelho, por recrutarem ilegalmente futebolistas estrangeiros.

Segundo nota publicada esta segunda-feira na página oficial da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, a pena mais pesada, de três anos e quatro meses, foi aplicada ao antigo presidente do clube Adriano Pereira.

Os seis antigos dirigentes foram condenados pelos crimes de angariação de mão-de-obra ilegal e de falsificação de documento.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!