Doença de juíza pára Face Oculta por duas semanas

O julgamento do processo 'Face Oculta' vai estar suspenso durante duas semanas, a partir de terça-feira, devido a doença da juíza Liliana Carvalho, que integra o coletivo de juízes que está a julgar o caso no Tribunal de Aveiro.
08.01.13
  • partilhe
  • 0
  • +
Doença de juíza pára Face Oculta por duas semanas
Juíza Liliana Carvalho (ao centro) está de baixa até dia 22 Foto Manuel Vitoriano

A informação foi avançada pelo juiz-presidente do coletivo, Raul Cordeiro, no início da primeira sessão do julgamento após as férias judiciais da quadra de Natal.

Segundo o magistrado, a juíza Liliana Carvalho estará de baixa médica durante dez dias, devendo as audiências recomeçar no próximo dia 22.

Devido a esta alteração, o tribunal teve de proceder ao reagendamento das testemunhas de defesa arroladas pelos arguidos António Paulo Costa, José Chocolate Contradanças, Ricardo Anjos, José Santos Cunha, Rogério Nogueira e João Tavares, que deviam ser ouvidas neste período.

Esta é a segunda vez que o julgamento é suspenso devido à doença da juíza Liliana Carvalho, depois da primeira interrupção que decorreu entre 25 de novembro de 2011 e 18 de janeiro de 2012.

Durante este período, realizou-se apenas uma sessão a 21 de dezembro de 2011, para não deixar passar mais de 30 dias sem produção de prova.

Na sessão desta terça-feira, os juízes estão a ouvir o depoimento do engenheiro Alencoão Marques, diretor da área de investimentos da REN (Redes Energéticas Nacionais), que foi arrolado como testemunha de defesa dos arguidos Vítor Baptista e de Fernando Santos.

A audiência foi interrompida para almoço e prossegue da parte da tarde.

O processo "Face Oculta", que decorre há mais de um ano, está relacionado com uma alegada rede de corrupção, que teria como objetivo o favorecimento do grupo empresarial do sucateiro Manuel Godinho, nos negócios com empresas do setor empresarial do Estado e privadas.

Entre os arguidos estão personalidades como Armando Vara, ex-administrador do BCP, e José Penedos, ex-presidente da REN, e o seu filho Paulo Penedos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
5 Comentários
  • De alguem que lê09.01.13
    Na altura dizia-se que a sra tinha doença muito grave até foi trabalhar doente para evitar as tais manobras dada a gravidade do processo.
    Responder
     
     0
    !
  • De Rudolfo09.01.13
    Outra vez??? Mas ninguém tem mão nisto??? Q vergonha ter este tipo de pessoas tão baixas em orgãos tão altos... Ainda n emigrei, mas falta pouco.
    Responder
     
     0
    !
  • De nathan08.01.13
    Ainda bem que a Sra. Juiza sabe que daqui a 2 semanas esta de volta. Fraca doenca, grande causa... Pk sera que, nunca contam com a inteligencia dos outros? As melhoras para a Magistrada.
    Responder
     
     1
    !
  • De tony silva08.01.13
    Não deixa de ser "curioso", no espaço de tempo tão curto a srª adoecer 2 vezes!o que está atrás destas doenças?!!!
    Responder
     
     4
    !
  • De António Carreira08.01.13
    Já começam os truques, vamos lá a ver se a doença se vai prolongar por muito tempo. É tudo uma equação numerária como disse o colega.Vamos lá negociar o assunto.Quanto dás, eu quero pelo menos,vamos chegar a um consenso.
    Responder
     
     6
    !