Empresa pública da Saúde com 13,5 milhões por pagar

Relatório revela aumento de 6,3 milhões de euros de dívida por pagar de 2016 para 2017.
Por Sónia Trigueirão|22.04.18
A empresa pública Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) assumiu compromissos, até dezembro de 2017, no montante de cerca de 61, 1 milhões de euros, dos quais "13,5 milhões de euros ficaram por pagar", lê-se no relatório trimestral de execução orçamental - 4º trimestre de 2017, aprovado no dia 2 de fevereiro. Houve um crescimento de 7,2 milhões de euros em relação a dezembro de 2016, quando ficaram por pagar compromissos de cerca de 6,3 milhões de euros.

De acordo com o mesmo documento, "esta situação deve- -se em parte ao facto de a SPMS não ter recebido cerca de 4,5 milhões de euros do valor faturado à Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), no âmbito do Contrato-Programa estabelecido com aquela entidade". Também a existência de cativações orçamentais, na ordem de 4,5 milhões de euros, é referido no relatório como tendo limitado "a assunção de compromissos previstos em sede de orçamento e, consequentemente, a capacidade de realização de serviços e respetiva faturação".

Em termos de despesas, a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde registou um aumento em algumas rubricas como, por exemplo, a aquisição de serviços, que registou um valor superior a 7,5 milhões de euros em dezembro de 2017 face ao período homólogo do ano anterior. Esses custos, em 2016, não chegaram aos 28 milhões de euros, mas em 2017 ultrapassaram os 34 milhões. Nos gastos operacionais houve um aumento de 2,8 milhões de euros. Passou de 36,2 milhões para mais de 39 milhões de euros.
Também foram na ordem dos dois milhões de euros os aumentos dos fornecimentos e serviços externos, que passaram de 27,5 milhões, em 2016, para os 29,6 milhões de euros em 2017. Já as deslocações registaram um aumento de 59 mil euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!