Sub-categorias

Notícia

Empresa públicas de Moçambique são viáveis se houver vontade política - Advogado

Por Lusa|13.10.17
  • partilhe
  • 0
  • +

O advogado que representa as empresas públicas acusadas de contraírem empréstimos escondidos em Moçambique considera que estas empresas são economicamente viáveis, mas alerta que falta vontade política para avançar com alguns projetos.

"Cabe ao Governo mostrar a vontade política para avançar com o projeto" de monitorização e proteção da costa, exemplificou Alexandre Chivale em entrevista à Lusa por telefone a partir de Maputo, na qual deu vários exemplos para sublinhar que as empresas apresentaram projetos que depois não se concretizaram por inércia do Executivo.

"O contrato de concessão da Proindicus, aprovado em Conselho de Ministros, atribui a exclusividade de proteção da costa à empresa, ou seja, qualquer empresa que esteja no âmbito da exploração de recursos tem de contratar os serviços da Proindicus, mas o contrato ainda não foi publicado no Boletim da República", lamenta o advogado, que representa a Mozambique Asset Management (MAM), Ematum e Proindicus.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

pub