Ex-núncio acusa Papa Francisco de encobrir casos de abusos sexuais

Carlo Maria Viganò pediu a renúncia do papa através de uma carta com 11 páginas.
26.08.18
O ex-núncio, Carlo Maria Viganò, pediu a renúncia do Papa Francisco acusando-o de encobrir casos de abusos sexuais na Igreja Católica.

Carlo Maria Viganó utilizou uma carta com 11 páginas para divulgar alguns casos em que o Papa Francisco tem conhecimento, principalmente quando decidiu "encobrir" o cardeal ex-arcebispo McCarrik.

McCarrik foi afastado da Igreja Católica em junho, aos 88 anos. Viganò explica, na carta enviada à imprensa, que em 2013 o Papa Francisco já tinha conhecimento de que McCarrik tinha "corrompido gerações de seminaristas e sacerdotes e que o papa Bento XVI" o tinha mandado "retirar".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!