Falsos engenheiros usam fogos para burlar

Proteção Civil fala em estranhos que “agem de má-fé” e que fazem os proprietários de terrenos crer que têm de pagar multas.
Por Magali Pinto|27.05.18
É um esquema fraudulento usado para sacar várias centenas de euros aos proprietários de terrenos que têm até final deste mês para terminarem o trabalho de gestão de combustíveis. No Norte e Centro do País já há casos de proprietários vítimas de burla, que são abordados por falsos engenheiros - por telefone ou mesmo pessoalmente - e informados de que têm multas para pagar. Num dos casos, que ocorreu em Vila Nova de Cerdeira, uma mulher foi enganada em mais de 300 euros e foi este caso que levou a Proteção Civil a emitir um alerta.

"A Autoridade Nacional de Proteção Civil adverte os cidadãos para a eventualidade de poderem ser abordados por estranhos que, agindo de má-fé e fazendo-se passar por elementos da Proteção Civil, visem burlar os desprevenidos, fazendo-os crer na existência de coimas em seu nome devidas pelo incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais de que são proprietários". A Proteção Civil pede a todas as pessoas que sejam abordadas dessa forma para que contactem imediatamente as autoridades - GNR ou PSP - e apresentem queixa.

"Os serviços de Proteção Civil não procedem à cobrança de coimas", refere o mesmo alerta. Além do caso de burla em Vila Nova de Cerveira, há outro que não passou apenas de uma tentativa, em Coimbra, e em que foram pedidos mil euros. O homem estranhou e denunciou o caso à polícia.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!