Falta de dermatologistas no IPO atrasa consultas

Doente está à espera de remarcação desde abril devido à “inexistência de recursos”.
Por Francisca Genésio|08.08.18
O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa está com falta de médicos dermatologistas. A carência de profissionais está a causar um atraso na marcação de consultas. Num documento a que o CM teve acesso, a unidade justifica os cancelamentos devido à "inexistência de recursos humanos".

"Disseram-me que a minha consulta tinha de ser cancelada porque a médica se reformou, mas acho que isto não acontece de um dia para o outro", disse ao CM um utente seguido no IPO de Lisboa.
Noutro documento, datado de 23 de julho, o IPO admite que ainda não tem nenhum clínico para substituir a médica especialista em causa.

"Sou acompanhado no IPO há cerca de 10 anos e, por ano, tenho pelo menos três consultas de monitorização. Estou à espera da remarcação desde abril", criticou. Ao CM, o IPO de Lisboa esclareceu que "os doentes assistidos pela médica que se reformou foram distribuídos pelos colegas de serviço" e que as consultas estão a ser marcadas de acordo com "critérios de prioridade". Para substituir a médica aposentada, o IPO afirmou ter aberto um processo de recrutamento em abril e que o "procedimento está em curso".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!