FC Porto gasta 348 milhões em três épocas

Nunca a SAD dos azuis-e-brancos gastou tanto em contratações e vencimentos.
Por Hugo Real|20.10.16
FC Porto gasta 348 milhões em três épocas
Fernando Gomes (administrador da SAD do FC Porto) e Pinto da Costa, presidente da SAD Foto Manuel Araújo
As três últimas épocas não foram de sucesso desportivo para o FC Porto, que apenas conseguiu conquistar um título: a Supertaça, disputada a 10 de agosto de 2013, quando os dragões, liderados por Paulo Fonseca, venceram o Vitória de Guimarães por 3-0 com golos de Licá, Jackson Martínez e Lucho González.

Desde essa data, Pinto da Costa não voltou a ver os seus jogadores celebrarem nenhuma conquista, isto apesar de um fortíssimo investimento, o mais alto de sempre, feito pela SAD quer em contratações quer em salários. De acordo com os relatórios e contas da sociedade, nestas três temporadas, os dragões gastaram 348,3 milhões de euros em compras de passes e em custos com pessoal. E os valores têm vindo a aumentar de época para época.

Em 2013/14, com Paulo Fonseca ao comando, os gastos ultrapassaram os 68,1 milhões: quase 48,9 em vencimentos e 19,3 em contratações. Na temporada seguinte, com a entrada de Julen Lopetegui, o investimento disparou, atingindo os 125,9 milhões, dos quais 70 milhões em salários e quase 56 milhões na aquisição de atletas. De recorde em recorde, os dragões fecharam a época passada (2015/16) com um novo máximo: 154,2 milhões.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!