Finge ter cancro e usa dinheiro doado em festas e férias

Mulher australiana conseguiu arrecadar cerca de 30 mil euros com a fraude.
11.04.18

Hanna Dickenson, de 24 anos, está a ser apelidada de "desprezável" após forjar um cancro perante família e amigos. A australiana angariou mais de 30 mil euros em doações e gastou toda a quantia em saídas à noite e férias.

Segundo o jornal Daily Mail, a jovem informou os pais que tinha apenas alguns meses de vida e que necessitava de dinheiro para se submeter a um tratamento inovador no estrangeiro que poderia ser a sua única salvação.

Os pais da rapariga entraram em desespero e criaram uma campanha para angariar o valor necessário para cobrir o valor do suposto tratamento.

No espaço de um ano, através de doações de vizinhos, amigos e até de anónimos, a família conseguiu arrecadar o valor. Um casal vizinho de Hanna decidiu hipotecar a casa e entregou quase 10 mil euros para a jovem.

Também um dador anónimo, solidário com a falsa história por ter vencido um cancro recentemente, também doou uma elevada quantia.

O esquema da rapariga foi descoberto após um dos vizinhos começar a desconfiar da "vida noturna" que a jovem estava a viver.

"Comecei a investigar. Gastei algum tempo a procurar e vasculhar as coisas e tive a certeza, isto era realmente um esquema. Decidi chamar a policia", declarou o denunciante.

As fotografias partilhadas pela jovem em festas e a consumir álcool foram utilizadas para apoiar a acusação de fraude.

"Estas pessoas trabalharam bastante para que você decida tirar o dinheiro dos seus bolsos. Considero a sua atitude nojenta", declarou a juíza responsável pelo julgamento.

Hanna desculpou-se em tribunal com o facto de ter sido vitima de bullying durante o ensino secundário.

A mulher foi acusada de sete crimes de fraude e deverá cumprir uma pena de prisão de três meses em simultâneo com a obrigatoriedade de frequentar um programa para dependentes de drogas e com problemas psiquiátricos.

pub

pub