‘G15+15 municipal’ divide autarcas

Carlos Carreiras sugere grupo com os maiores municípios.
Por Rui Pando Gomes e José Carlos Eusébio|10.12.17
  • partilhe
  • 4
  • +
Depois de ter mostrado a sua "frustração" pela forma como está a ser gerido o processo da descentralização, o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, propôs este sábado a criação de um ‘G15+15 municipal’, no congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), em Portimão. A proposta foi considerada "divisionista" pelo autarca de Aveiro, Ribau Esteves.

Carlos Carreiras, que foi o presidente da mesa do congresso, entende que o Governo está a gerir as expectativas da descentralização "da mesma maneira que alguns clubes de futebol gerem as promessas dos títulos da sua equipa", em que o discurso é sempre "para o ano é que é". Perante o que entende ser a falta de poder da ANMP, o autarca lançou um desafio aos municípios. "Este grupo de 15+15 seria composto pelo conjunto dos quinze concelhos que estão acima de 150 mil habitantes, aos quais se somam as 15 capitais de distrito que não cabem no grupo dos municípios com maior presença demográfica", explicou Carlos Carreiras.

A proposta do autarca do PSD mereceu "discordância absoluta" do também social-democrata Ribau Esteves. "Não é seguramente com divisionismos que nós vamos fortalecer os municípios portugueses. Isto de criar um grupinho de 15 ou de 30 é seguramente um contributo centralista, sem sentido para uma entidade que quer ser e tem sido e quer ser mais descentralizadora", criticou o autarca de Aveiro.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!