Gang mata e faz reféns em assalto no Rio de Janeiro

Pelo menos duas pessoas morreram. Assaltantes acabaram por se render.

Uma tentativa de assalto a uma agência do Banco Santander em Madureira, periferia norte da cidade brasileira do Rio de Janeiro, fez dois mortos na tarde desta sexta-feira. Às 19 horas locais, 22 horas em Lisboa, os quatro criminosos foram detidos, depois de terem estado entricheirados dentro da agência e mantido mais de 20 clientes e funcionários reféns.

Os dois mortos são, de acordo com informações preliminares da polícia fluminense, um dos assaltantes e um cliente, o polícia reformado Ubirajara Pereira dos Santos, atingidos numa troca de tiros entre a polícia e os criminosos. Também há pelo menos uma pessoa ferida, em estado grave, que tinha sido libertada pelos assaltantes e levada para o Hospital Carlos Chagas, no bairro de Marechal Hermes.

O assalto motivou a intervenção de um fortíssimo contingente da Polícia Militar que isolou Rua Maria de Freitas, onde se localizza a agência, e cercou todas as saídas do banco. Agentes especializados do BOPE, Batalhão de Operações Policiais Especiais, negociaram com os criminosos, tentando a rendição que acabou por acontecer.

Familiares dos assaltantes foram chamados ao local para intermediarem as negociações e tentarem facilitar um desfecho sem mais vítimas. Helicópteros da Polícia Militar estavam ao início da noite a sobrevoar a área, tanto para evitar uma fuga dos ladrões quanto, se for necessário, para transportar feridos mais rapidamente para hospitais da região.

Após uma negociação inicial, pelo menos 20 clientes e funcionários foram libertados pelos criminosos. Os comerciantes da rua e das vias em redor fecharam as portas, com receio de um grande confronto. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!