Governo britânico proíbe venda de bebidas energéticas a menores

Medida pretende controlar o comportamento das crianças na escola.
30.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O governo britânico propõe uma lei que proíbe a venda de bebidas energéticas à base de cafeína a crianças e adolescentes. Bebidas como Red Bull e Monster serão proibidas em Inglaterra por forma a controlar o comportamento das crianças na escola e nas salas de aula.

De acordo com o jornal The Telegraph, o governo de Theresa May tem considerado que as bebidas energéticas estão diretamente associadas ao mau comportamento nas escolas do país. Sabe-se que uma lata destas bebidas energéticas contém cerca de 160 miligramas de cafeína e que uma criança de 11 anos não deve consumir mais de 105 miligramas por dia.

Avança o The Guardian, que a proposta do governo ainda discute a idade de proibição, sendo que a dúvida persiste ente os 16 ou os 18 anos de idade.

"Milhares de jovens consomem regularmente bebidas energéticas, muitas vezes porque são mais baratas que o refrigerante", afirma Theresa May em comunicado.

Segundo o The Telegraph, as multas por venda de bebidas energéticas podem ir até às 2500 libras (2782 euros), o mesmo valor aplicado a quem venda cigarros a menores de idade.

O governo pondera também a proibição de venda nas máquinas automáticas de Inglaterra.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!