Governo da Madeira considera declarações do administrador da TAP "anedota do ano"

Por Lusa|14.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O presidente do Governo da Madeira disse hoje que não ficou surpreendido por o administrador da TAP ter afirmado que a companhia não tem obrigação de serviço público com a região, considerando, porém, que isso é a "anedota do ano".

"Não fiquei surpreendido, porque esse serviço público já não é prestado há bastante tempo", afirmou Miguel Albuquerque, a propósito da audição ao presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, na quinta-feira (13 de setembro), na comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas.

Antonoaldo Neves disse aos deputados que "a TAP não opera na modalidade de serviço público" e recusou que a companhia discrimine a Madeira, realçando que as acusações podem ser contrariadas com factos, como o acréscimo de 11,7% no transporte de passageiros até agosto, numa comparação homóloga, para mais de 615 mil passageiros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!