Governo prevê reforço médico no Algarve com base em candidaturas voluntárias

Interessados em prestar serviço ao abrigo do presente despacho devem apresentar a candidatura à ARS.
Por Lusa|26.06.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O Governo publicou esta terça-feira um despacho que prevê reforçar a assistência médica no Algarve até 30 de setembro, com base em candidaturas voluntarias dos médicos, sem necessitar de acordo do serviço de origem e com direito a ajudas de custo.

O despacho, publicado esta terça-feira em Diário da República, é justificado pela tutela com a necessidade de "reforçar, durante o período estival de 2018, a assistência médica no Algarve", por se manterem os "motivos determinantes" que já tinham levado o Governo a publicar outro despacho, em 07 de junho, que previa um "modelo excecional de mobilidade do pessoal médico visando reforçar os cuidados de saúde no Algarve".

A tutela pede à Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve para que "sinalize as necessidades prioritárias" e as publique, "assegurando a respetiva atualização, por forma a permitir, por um lado, que as necessidades sejam supridas em tempo útil e, por outro, avaliar o impacto das decisões que, neste âmbito, venham a ter de se tomar".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!