Greves da Transtejo e Soflusa sem serviços mínimos na véspera dos santos de Lisboa

Tribunal arbitral considera "não ter sido demonstrada a existência de necessidades sociais impreteríveis".
Por Lusa|05.06.18

O tribunal arbitral decretou não fixar serviços mínimos para o transporte de passageiros nas greves das empresas de transporte fluvial Transtejo e Soflusa, nas vésperas do feriado de Lisboa, em 11 e 12 de junho.

Numa decisão publicada esta terça-feira no sítio do Conselho Económico e Social (CES) na Internet, o tribunal arbitral não fixou serviços mínimos relativos ao transporte de passageiros por considerar "não ter sido demonstrada a existência de necessidades sociais impreteríveis".

O mesmo tribunal determinou apenas "a prestação de serviços adequados à manutenção e segurança do equipamento em todas as vertentes" em que estas necessidades se verifiquem por causa da greve.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!