Guterres descreve "relatos inimagináveis" de refugiados em Bangladesh

Refugiados querem "justiça e um regresso seguro a casa".
Por Lusa|02.07.18
  • partilhe
  • 1
  • +

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou esta segunda-feira ter ouvido "relatos inimagináveis de matança e violação" de refugiados rohingya que fugiram de Myanmar para o Bangladesh desde agosto passado para escapar à violência.

Numa mensagem publicada na rede Twitter, Guterres afirmou que as centenas de milhares de refugiados que se encontram em campos no distrito de Cox's Bazar, e que esta segunda-feira visitou, querem "justiça e um regresso seguro a casa".

Guterres comentou, numa conferência de imprensa, que os refugiados da minoria rohingya são obrigados a viver em condições terríveis, devido a violações contínuas dos seus direitos humanos em Myanmar (antiga Birmânia), elogiando o Governo do Bangladesh por ser generoso em relação aos refugiados.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!